LADING

Por que buscamos validação?

 

Validação é o desejo de ter a aprovação de outra pessoa ou dela concordar com o que você diz, acredita ou faz. Os humanos são criaturas naturalmente sociais, como já falamos por aqui. Nós prosperamos em uma comunidade e, portanto, temos um forte desejo de pertencer a ela e buscar a validação dela.

Você pode pensar que isso é perfeitamente normal, e é. Porém, onde as coisas ficam um pouco confusas é quando começamos a basear todas as nossas decisões, assim como o curso de nossa vida, em um acordo coletivo de terceiros.

Um exemplo simples seria tomar uma decisão e fazer a sua família ou amigos a pergunta usual: “você acha que é uma boa ideia?”

Já sabemos que a ideia é boa, mas ainda buscamos a validação e a concordância do nosso círculo social. Embora valorizemos as opiniões dos outros e como eles moldam nossa perspectiva, somos muito mais motivados pela validação externa do que por nossa própria intuição.

A questão mais profunda aqui é “por quê?” nos submetemos a isso e a validação é tão importante.

O poder da influência externa

Tudo se resume à nossa ideia de pertencer ao mundo, à comunidade, ao círculo de amigos e à sua família. Quando temos a sensação de que pertencemos, nosso amor pelos outros e por nós mesmos dispara. Esse amor alimenta nossa autoestima e nos motiva a sermos melhores e entregarmos nosso melhor ao mundo.

Isso leva ao que os psicólogos chamam de “autorrealização”. Este termo se refere à nossa própria capacidade de realizar nosso potencial máximo e desenvolver nossas habilidades e talentos para servir a esse potencial. Em outras palavras, é a nossa plataforma de lançamento para possibilidades ilimitadas porque finalmente acreditamos que somos dignos deles e temos o que é preciso para realizá-los.

Como isso se conecta à influência externa e validação? Bem, o psicólogo que cunhou a ideia de “autorrealização”, Abraham Maslow, acreditava que, para atingir esse nível mais alto de consciência. Primeiro nossas necessidades básicas precisavam ser atendidas. Isso inclui necessidades primárias, como comida, abrigo, água e segurança; mas também incluiu necessidades psicológicas básicas, como senso de pertencimento, amor e autoestima saudável.

Não é nenhuma surpresa, então, que qualquer lacuna nessas necessidades psicológicas básicas nos deixa abertos e vulneráveis ​​para confiar em outros para validação. Quando nossa autoestima sofre e não acreditamos em nosso próprio poder, recorremos à nossa comunidade em busca de ajuda. Em todos os sentidos, esta é uma decisão sábia. Afinal, nossas comunidades estão lá para nos ajudar a nos apoiar e nos elevar quando estivermos deprimidos.

No entanto, existe um equilíbrio tênue entre pedir conselho e depender dele para traçar o curso de nossa vida. Quando começamos a depender dessa validação como o motivador principal, estamos entregando o poder de nossa vida inteira.

Você se preocupa com o que as pessoas pensam sobre você?

Se você pensar: “Não, as pessoas podem pensar o que quiserem. Estou bem ”, tem certeza? Meu palpite é que, em algum nível, há um desejo ou necessidade oculto que você tem de que outras pessoas o aprovem e validem.

 

Vamos ver se isso é verdade. E o mais importante, vamos ver o que fazer a respeito.

Quando nos fazemos uma pergunta sincera sobre o que esperamos que os outros considerem de nós, essa é uma ótima maneira de buscarmos a nossa autoestima. Não adianta falar: “Não me importo com o que os outros pensam”, sendo que sabemos o quanto ficamos felizes quando alguém elogia nosso trabalho, por exemplo.

Quando colocados à prova, percebemos um grande desejo que outras pessoas nos validem antes de acreditarmos em nós mesmos ou no nosso valor. Na verdade, fazemos isso quase que secretamente. Passamos anos ansiando pela aprovação, aceitação, amor e validação de outra pessoa – o que começa pelos nossos pais. Isso, infelizmente, cria algumas disfunções em nossas conexões e forma relacionamentos disfuncionais muito dolorosos.

Afinal, o amor que você busca já está dentro de você. Cultive aqui.

É por isso que buscar validação é a raiz da insegurança.

Não é apenas pensar que você não é o suficiente ou que não é digno. Essas duas falsas crenças irão descarrilhar você por conta própria. Mas a raiz do problema é a ideia de que outra pessoa dizendo que você é bom ou digno o fará.

Isso é besteira. Aqui está a verdade: ninguém pode determinar seu valor, exceto você.

Se você der a outra pessoa o poder de determinar seu valor, ainda estará concedendo o que é seu por direito a outra pessoa.

Ainda é sua escolha.

Validação, e busca de validação, cria o efeito oposto do que você está querendo.

 

Deixe um comentário

Bitnami